30 HORAS

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO

AULAS PRÁTICAS

HÁ 12 ANOS NO MERCADO

Com o Curso de Projeto de Sistemas Fotovoltaicos Conectado à Rede você será capaz de:

  • Fazer inspeções tecnicas no local da instalação;
  • Avaliar o recurso solar;
  • Dimensionar potência e número de módulos fotovoltaicos;
  • Dimensionar cabos de corrente contínua;
  • Dimensionar fusíveis CC, disjuntores CC, dps e chave seccionadora CC;
  • Dimensionar inversor interativo;
  • Dimensionar disjuntor CA e DPS CA;
  • Produzir os diagramas solicitados pela concessionária;
  • Submeter projeto executivo à aprovação da concessionária.

Henrique Vanderlei Soares

Venha fazer o curso de Projeto de Sistemas Fotovoltaicos Conectado à Rede com Henrique Vanderlei Soares. Engenheiro Eletricista com experiência na área industrial e solar, atualmente é o Engenheiro Eletricista da Usina Santa Maria, onde é responsável técnico pela central energética com capacidade instalada de 9,6 MW. Na área solar tem projetos submetidos e aprovados pela Eletrobras Alagoas e já participou de montagens de sistemas fotovoltaicos.

Assuntos interessantes que você irá aprender:

  • Dimensionamento de condutores CC
  • Dimensionamento de condutores CA
  • Modelo de memorial descritivo de microgeração solar
  • Diagrama unifilar em .dwg
  • Prenchimento de formulários
  • Projeto aprovado na eletrobras alagoas
  • Rendimento energético de módulos fotovoltaicos
  • Caracteristicas tecnicas dos inversores interativos
  • Resolução normativa 482/2012
  • Resolução normativa 687/2015
  • e muito mais...

Conteúdo Completo:

MÓDULO 01

1 - ANALISE DO PRELIMINAR DE PROJETO;
1.1 - ANÁLISE DE CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA;
1.1.1 - ENERGIA DE COMPENSAÇÃO – MENSAL E DIÁRIA;
1.1.2 - CONSIDERANDO O CUSTO DE DISPONIBILIDADE;
1.1.3 - ENERGIA DE COMPENSAÇÃO DIÁRIA;
1.1.4 - ANÁLISE PARA UNIDADES CONSUMIDORAS SEM RAMAL DE ENTRADA – EDIFICAÇÃO NOVA;
1.2 - ANÁLISE PRELIMINAR DO RECURSO SOLAR LOCAL;
1.3 - ESBOÇO DO PROJETO DO SFCR.;
1.3.1 - POTÊNCIA-PICO IDEAL;
1.3.2 - QUANTIDADE DE MÓDULOS FOTOVOLTAICOS – VALOR PRELIMINAR.;
1.3.3 - POTÊNCIA DO SISTEMA DE INVERSÃO – INVERSOR(ES) INTERATIVO(S);

2 – INSPEÇÃO TECNICA DA UNIDADE CONSUMIDORA;
2.1 - EDIFICAÇÃO E ACESSOS;
2.1.1 – ACESSOS À EDIFICAÇÃO E LOCAL DE OBRA;
2.1.2 - MAPA DE SITUAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS;
2.2 - ANÁLISE DO LOCAL DE INSTALAÇÃO DO ARRANJO FOTOVOLTAICO;
2.2.1 - ESTRUTURA DE FIXAÇÃO PARA SOLO;
2.2.2 - ESTRUTURAS DE FIXAÇÃO PARA COBERTURA LIVRE;
2.2.3 - ESPAÇO FRONTAL TOTAL OCUPADO POR MESAS;
2.2.3.1 - LARGURA DA MESA;
2.2.3.2 - INCLINAÇÃO DA MESA;
2.2.3.3 - ALTURA SOLAR MÍNIMA – SOLSTÍCIO DE INVERNO;
2.2.3.4 - ALTURA DA MESA;
2.2.3.5 - DISTÂNCIA ENTRE FILEIRAS DE MESAS;
2.2.3.5.1 - DISTÂNCIA ENTRE EXTREMOS DA MESA EM PROJEÇÃO NO SOLO;
2.2.4 - ESTRUTURA DE FIXAÇÃO PARA COBERTURAS INCLINADAS;
2.2.4.1 - ESTRUTURAS DE FIXAÇÃO DE MÓDULOS FOTOVOLTAICOS EM TELHADOS CERÂMICOS;
2.2.5 - ANÁLISE DO LOCAL DO INVERSOR;
2.2.5.1 - CIRCUITO DE ALIMENTAÇÃO DO INVERSOR;
2.2.5.2 - ANÁLISE DO SISTEMA ELÉTRICO DA UNIDADE CONSUMIDORA;
2.2.5.3 - CARGA MÁXIMA DA UNIDADE CONSUMIDORA.

MÓDULO 02

3 – ESTIMATIVAS DE RENDIMENTO ENERGÉTICO
3.1 - ÍNDICES DE RENDIMENTO DE SFCR E PRODUÇÃO ANUAL DE ENERGIA;
3.2 - ENERGIA SOLAR TOTAL;
3.2.1 - ENERGIA SOLAR TOTAL EM PLANOS INCLINADOS;
3.3 - ENERGIA IDEAL;
3.4 - ENERGIA REAL;
3.4.1 - PERDAS ANTES DOS MÓDULOS FOTOVOLTAICOS;
3.4.1.1 - ÂNGULO DE INCIDÊNCIA DA RADIAÇÃO SOLAR;
3.4.1.2 - SOMBREAMENTO PARCIAL;
3.4.1.3 - ACÚMULO DE SUJEIRA NOS MÓDULOS FOTOVOLTAICOS;
3.4.2 - PERDAS NOS MÓDULOS FOTOVOLTAICOS;
3.4.2.1 - EFICIÊNCIA E TOLERÂNCIA DE POTÊNCIA DOS MÓDULOS FOTOVOLTAICOS;
3.4.2.2 - INCOMPATIBILIDADE ELÉTRICA;
3.4.2.3 - PERDAS POR FATOR TEMPERATURA;
3.4.3 - PERDAS APÓS OS MÓDULOS FOTOVOLTAICOS;
3.4.3.1 - PERDAS NO CABEAMENTO DE CORRENTE CONTÍNUA;
3.4.3.2 - PERDAS NO INVERSOR;
3.4.3.2.1 - Perdas no Rastreamento do Ponto de Máxima Potência;
3.4.3.2.2 - Perdas na Conversão de Corrente Contínua para Corrente Alternada;
3.4.3.3 - PERDAS NO CABEAMENTO DE CORRENTE ALTERNADA;
3.5 - FATOR DE DESEMPENHO GLOBAL PERFORMANCE RATIO – PR;
3.6 - FATOR DE CAPACIDADE;
3.7 - EXEMPLO DE CÁLCULO DE FATOR DE CAPACIDADE DE SFCR;
3.8 - FATOR DE PRODUÇÃO – YIELD.

MÓDULO 03

4 – INVERSORES INTERATIVOS – CARACTERISTICAS TECNICAS
4.1 CONCEITOS SOBRE CORRENTE ALTERNADA;
4.1.1 – CORRENTE ALTERNADA;
4.1.2 - MAGNITUDE;
4.1.3 - FREQUENCIA;
4.1.4 - SISTEMAS TRIFÁSICOS;
4.1.5 - QUALIDADE DE ENERGIA;
4.2 – INVERSORES PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS;
4.2.1 - AUTONOMOS;
4.2.2 - INTERATIVOS À REDE;
4.2.3 - BIMODAIS;
4.2.4 – MICROINVERSOR;
4.3 - CARACTERÍSTICAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS INVERSORES INTERATIVOS ETIQUETAGEM E CERTIFICAÇÃO;
4.3.1 - NORMAS BRASILEIRAS PARA INVERSORES INTERATIVOS E LISTA DE ETIQUETADOS PELO INMETRO;
4.3.2 - REQUISITOS DE INSTALAÇÃO;
4.3.3 - LIMITES OPERACIONAIS;
4.3.3.1 - CLASSIFICAÇÃO DE POTÊNCIA;
4.3.3.1.1 - Limites de Temperatura;
4.3.3.2 - LIMITES DE TENSÃO;
4.3.3.2.1 - Tensão de Saída em CA;
4.3.3.2.1 - Tensão de Entrada em CC;
4.3.3.3 - CLASSIFICAÇÃO DE FREQUÊNCIA;
4.3.3.4 - CLASSIFICAÇÃO DE CORRENTE;
4.3.3.4.1 - Capacidade de Surto/Pico;
4.3.3.5 - HARMÔNICAS;
4.3.3.6 - FATOR DE POTÊNCIA;
4.3.3.6.1 - Sistemas Fotovoltaicos (Inversores) de até 3 kWp;
4.3.3.6.1 - Sistemas Fotovoltaicos (Inversores) de 3 kW até 6 kW;
4.3.4 - EFICIÊNCIA;
4.3.4.1 - Eficiência Euro;
4.3.4.2 - Eficiência CEC;

MÓDULO 04

5 – MÓDULOS FOTOVOLTAICOS – CARACTERISTICAS TECNICAS
5.1 – CONSTRUÇÃO DOS MÓDULOS FOTOVOLTAICOS;
5.1.1 - INTERCONEXÃO DAS CÉLULAS;
5.1.2 - MONTAGEM DO MÓDULO FOTOVOLTAICO;
5.1.3 - LAMINAGEM DO MODULO FOTOVOLTAICO;
5.2 - CARACTERISTICAS MECANICAS;
5.2.1 - FORMATOS;
5.2.2 - PADRÕES DA INDUSTRIA;
5.2.3 - NECESSIDADE DE ÁREA;
5.3 - CARACTERISTICAS ELÉTRICAS;
5.3.1 - CURVAS DE TENSÃO E CORRENTE;
5.3.2 - CONDIÇÕES PADRÕES DE TESTE – STANDART TEST CONDITIONS;
5.4 - RENDIMENTO ENERGÉTICO DE MÓDULOS FOTOVOLTAICOS;
5.4.1 - TEMPERATURA DAS CÉLULAS FOTOVOLTAICAS;
5.4.1.1 - TEMPERATURA REAL (ESTIMADA) DAS CÉLULAS FOTOVOLTAICAS EM OPERAÇÃO;
5.4.1.2 - DIFERENÇA DE TEMPERATURA PARA CÁLCULO DE RENDIMENTO;
5.4.1.3 - CÁLCULO DE DIFERENÇA DE GRANDEZA ELÉTRICA;
5.4.1.4 - (ESTIMATIVA DE) RENDIMENTO DE GRANDEZA ELÉTRICA;
5.4.1.5 - ESTIMATIVA DE GRANDEZA ELÉTRICA EM CAMPO;
5.4.1.6 - EXEMPLO DE APLICAÇÃO DESTE MÉTODO;
5.4.1.6.1 - Calculo da (Estimativa de) Temperatura Real das Células Fotovoltaicas;
5.4.1.6.2 - Temperatura de Cálculo;
5.4.1.6.3 - Diferença da Grandeza Elétrica Potência-Pico;
5.4.1.6.4 - Rendimento da (Grandeza) Potência-Pico;
5.4.1.6.5 - Estimativa de Potência-Pico em Campo;
5.5 - ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO DE ENERGIA;

MÓDULO 05

6 – DIMENSIONAMENTO FINAL – DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES, SECCIONAMENTO E PROTEÇÃO
6.1 - NORMAS TÉCNICAS VIGENTES PARA SFCR;
6.1.1 - SIMBOLOGIA PARA DIAGRAMAS ELÉTRICOS;
6.1.2 - DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES, PROTEÇÃO E SECCIONAMENTO;
6.2 - ARRANJO FOTOVOLTAICO;
6.2.1 - CABO DE STRING – CABO DE FILEIRA;
6.2.2 - PROTEÇÃO CONTRA SOBRECORRENTE;
6.2.3 - CHAVE-GERAL CC;
6.2.3.1 - CLASSIFICAÇÃO DE SECCIONADORAS;
6.2.3.2 - CAPACIDADE NOMINAL DE CORRENTE;
6.2.4 - DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO CONTRA SURTO;
6.2.4.1 - FUNCIONAMENTO DO DPS;
6.2.4.2 - CLASSIFICAÇÃO DE DPS;
6.2.4.3 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS MAIS IMPORTANTES;
6.2.4.4 - CENÁRIO IDEAL PARA SFCR;
6.2.4.5 - TOPOLOGIA DE UTILIZAÇÃO DE DPS’S;
6.2.4.6 - SELEÇÃO DOS VARISTORES;
6.2.5 - CABO GERAL CC;
6.3 - SUBSISTEMA DE CONDICIONAMENTO DE POTÊNCIA;
6.3.1 - CABO CA;
6.3.1.1 - INVERSORES MONOFÁSICOS;
6.3.1.2 - INVERSORES TRIFÁSICOS;
6.3.2 - DISJUNTOR ESPECÍFICO DE CADA INVERSOR;
6.3.2.1 - INVERSOR MONOFÁSICO LIGADO EM MONOFÁSICO;
6.3.2.2 - INVERSOR MONOFÁSICO LIGADO EM BIFÁSICO;
6.3.2.3 - INVERSOR TRIFÁSICO;
6.3.3 - DISJUNTOR GERAL CA;
6.3.3.1 - INVERSORES MONOFÁSICOS LIGADOS EM UMA FASE – REDES 220 VCA380 VCA;
6.3.3.2 - INVERSORES MONOFÁSICOS LIGADOS EM DUAS FASES – REDES 220 VCA/380 VCA;
6.3.3.3 - INVERSORES MONOFÁSICOS LIGADOS EM DUAS FASES – EM PARALELO;
6.3.3.4 - INVERSORES MONOFÁSICOS EM TRÊS FASES – CONFIGURAÇÃO ESTRELA (Y);
6.3.3.5 - INVERSORES MONOFÁSICOS EM TRÊS FASES – CONFIGURAÇÃO TRIÂNGULO (Δ);
6.3.3.6 - INVERSORES MONOFÁSICOS EM TRÊS FASES EM DESEQUILÍBRIO – REDES 127 VCA/220 VCA;
6.2.4 - DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO CONTRA SURTOS – DPS CA;
6.2.5 - CABO GERAL CA;
6.2.5.1 - CONFIGURAÇÕES MONOFÁSICAS E BIFÁSICAS;
6.2.5.2 - CONFIGURAÇÕES TRIFÁSICAS;
6.3 - CONDUTORES DE EQUIPOTENCIALIZAÇÃO;
6.4 - INTEGRAÇÃO AO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS;
6.5 - DIODOS DE BLOQUEIO.

MÓDULO 06

7 – REQUISITOS MINIMOS – DOCUMENTAÇÃO DE PROJETO DE SFCR
7.1 - DADOS PRELIMINARES;
7.1.1 - INFORMAÇÕES BÁSICAS DO SFCR;
7.1.2 - IDENTIFICAÇÃO DO PROJETISTA DO SFCR;
7.3 - MANUAIS E FOLHAS DE DADOS DOS COMPONENTES DO SFCR;
7.4 - INFORMAÇÕES DA MONTAGEM MECÂNICA;
7.5 - INFORMAÇÕES DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO;
7.6 – FORMULÁRIOS E ART;
7.7 - ESTIMATIVAS DE GERAÇÃO E RENDIMENTO OTOVOLTAICO;
7.2.2 - ARQUITETURA DO ARRANJO FOTOVOLTAICO;
7.2.3 - ESPECIFICAÇÕES DAS STRINGS DO ARRANJO FOTOVOLTAICO;
7.2.4 - ESPECIFICAÇÕES DO INVERSOR INTERATIVO À REDE;
7.2.5 - ATERRAMENTO ELÉTRICO E SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS SUBSISTEMA DE CORRENTE ALTERNADA.

Próximas Turmas:

  • Como concluimos uma turma recentemente, precisamos ter mais interessados para formarmos a próxima turma.
    Precisamos de um mínimo de 06 participantes por turma, você gostaria de indicar mais alguém?

Convide seus amigos e ganhe desconto na sua matrícula!

Marque seu amigo e peça para ele informar que você o indicou. Quanto mais amigos mais desconto pra você. Para obter o desconto é necessário que seu amigo se matricule em qualquer um de nossos cursos.
Escolha sua rede social e marque já seu amigo.

Solicite um orçamento!